Perfil

Minha foto
Assis sp, sp, Brazil
Artista plástico, Professor e grafiteiro, com formação na área de artes pelas Faculdades Integradas de Ourinhos, Como artista tenho aplicado muitos Workshop de arte urbana em faculdades e instituições, A expressão Arte Urbana ou street art refere-se a manifestações artísticas desenvolvidas no espaço público, distinguindo-se das manifestações de caráter institucional ou empresarial, bem como do mero vandalismo. A princípio, um movimento underground, a street art foi gradativamente se constituindo como forma do fazer artístico, abrangendo várias modalidades de grafismos - algumas vezes muito ricos em detalhes, que vão do Grafite ao Estêncil, passando por stickers e cartazes lambe-lambe, também chamados poster-bombs -, intervenções, instalações, flash mob, entre outras. A rua não é de ninguém e mesmo assim fui preso cinco vezes por fazer Grafite, inevitável que as autoridades ainda acham que nos artistas somos vagabundos ou infratores de nosso Amado País. Infelizmente Vivemos em um Lindo País, que poucas pessoas têm acesso cultural, nome deste País se chama Brasil Contatos: cel(18) 97480060 Email:alemaoart@hotmail.com

online

contador de visitas

Seguidores

Páginas

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Cruzalia Sp

Reações: 



Onde os Índios Estão?

Índio cadê teu apito
Cadê tua terra
Tua cultura e luz?
Onde está tua mata
Tua caça
Tua pesca
Teus costumes enfim?
O que de bonito trazias em si?
Onde está tua língua
Tua dança
Tua música
O poder de curar?
As receitas silvestres
As armas e festas
Que tu vieste brindar?
Onde está tua vida
Tua inocência e graça
A tinta na cara
A maneira de amar
Bichos, plantas natureza,
Sem deles zombar?
Sem os destruir.
Volte à fogueira
O ritual curandeiro
As ofertas aos Deuses
Pra que a chuva viesse abençoar
E em paz deitavas na rede
Comendo teu peixe sem se preocupar.
Choras agora a destruição...
Do teu viver
A natureza
Que arrancam com as mãos
Índio onde está a tua força?
A tua cor e o teu mistério?
Pajé escondido em próprios artelhos
Infâmia amordaça sua fé
E dizem ainda: somos Brasileiros!
Pena que índio, não saberão como é ser!


Paula Belmino

Nenhum comentário:

Postar um comentário