Perfil

Minha foto
Assis sp, sp, Brazil
Artista plástico, Professor e grafiteiro, com formação na área de artes pelas Faculdades Integradas de Ourinhos, Como artista tenho aplicado muitos Workshop de arte urbana em faculdades e instituições, A expressão Arte Urbana ou street art refere-se a manifestações artísticas desenvolvidas no espaço público, distinguindo-se das manifestações de caráter institucional ou empresarial, bem como do mero vandalismo. A princípio, um movimento underground, a street art foi gradativamente se constituindo como forma do fazer artístico, abrangendo várias modalidades de grafismos - algumas vezes muito ricos em detalhes, que vão do Grafite ao Estêncil, passando por stickers e cartazes lambe-lambe, também chamados poster-bombs -, intervenções, instalações, flash mob, entre outras. A rua não é de ninguém e mesmo assim fui preso cinco vezes por fazer Grafite, inevitável que as autoridades ainda acham que nos artistas somos vagabundos ou infratores de nosso Amado País. Infelizmente Vivemos em um Lindo País, que poucas pessoas têm acesso cultural, nome deste País se chama Brasil Contatos: cel(18) 97480060 Email:alemaoart@hotmail.com

online

contador de visitas

Seguidores

Páginas

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

BBB

Reações: 

Começa mais um BBB, Big Brother Brasil (2010)
Como funciona o esquema:
35.000.000 (milhões) de ligações do povo brasileiro votando em algum candidato para ser eliminado.
Vamos colocar o preço da ligação a R$ 0,30 (trinta centavos) e só.
Então, teremos… R$ 8.700.000,00.
Isso mesmo! Oito milhões e setecentos mil reais, que o povo brasileiro gastou (e gasta), em cada paredão!
Suponhamos que a Rede Globo tenha feito um contrato “50% por 50%”, ou melhor, “meio a meio” com uma operadora de telefonia, ou seja, ela embolsou R$ 4.350.000,00.
Repito: Somente um único paredão!
Alguém poderia ficar indignado com a Rede Globo e a operadora de telefonia ao saber que as classes menos letradas e abastadas da sociedade, que ganham mal e trabalham o ano inteiro, ajudam a pagar o prêmio do vencedor e, claro, as contas dessas empresas.
Mas o “X” da questão, caro(a) leitor(a), não é esse.
É saber que paga-se para obter um entretenimento vazio, que em nada colabora para a formação e o conhecimento de quem dela desfruta, mostra só a ignorância da população, além da falta de cultura e até vocabulário básico dos participantes e, conseqüentimente, daqueles que só bebem nessa fonte.
Certa está a Rede Globo.
O programa BBB dura cerca de 3(três) meses, ou seja, o “sábio público” tem ainda varias chances de gastar quanto dinheiro quiser com a votação.
Aliás, algo muito natural, para quem gasta mais de R$ 8.000.000,00, repito, ***Oito milhões de reais*** numa só noite!
Coisa de país rico como o nosso, claro!
Nem a UNICEF (orgão das Nações Unidas para a infância), quando faz o programa Criança Esperança, com um forte apelo social, arrecada tanto dinheiro…
Vai ver, deveriam bolar um “BBB UNICEF”.
Mas, tenho dúvida se daria audiência.
Prova disso, é que na Inglaterra, pensou-se em fazer um BBB só com gente inteligente.
O projeto morreu na fase inicial, de testes de audiência.
Qual o motivo do fracasso?
O nível das conversas diárias foi considerado muito alto, ou seja, o público não se interessaria.
Programas como BBB existem no mundo inteiro, mas explodiram em audiência em países de 3º mundo… Um país como o nosso, onde o cidadão vota para eliminar um bobão ou uma bobona qualquer… Mas não se lembra em quem votou na última eleição…
Que vota numa legenda política sem jamais ter lido o pragrama do partido, mas que gasta seu escasso salário num programa que acredita ser de extrema utilidade para o seu desenvolvimento pessoal e, que não perde um capítulo sequer do BBB para estar bem informado na hora de pagar pelo seu voto…
Que eleitor é esse?
Depois, não adianta dizer que político é ladrão, corrupto, safado, etc.
Quem os coloca lá?
Claro, o mesmo eleitor do BBB!
Aí, agüente…
- As absolvições dos Renans Calheiros…
- Os aumentos dos IOFs…
- As falências dos sistemas de saúde…
- As epidemias de febre amarela…
- Os 40 ladrões do Ali Babá…
e de quebra…
Trabalhando igual um burro mais de 5 (cinco) meses por ano para sustentar nefastas instituições absolutamente desacreditadas pela sociedade… Enfim, estamos no início de mais uma temporada do BBB, sigla que reflete, como nenhuma outra, a prostituição de valores de nossa sociedade.
Enquanto isso a grande vilã das comunicações – Rede Globo – continuará se enchendo de glória e dinheiro com o patrocínio de canalhices ao vivo e a cores de 14 candidatos, a um grande prêmio, vitória pela maior habilidade em agirem como devassos das relações com o próximo.
Enquanto a sociedade der audiência a esse tipo de patifaria televisiva, a falência da família e dos valores morais e éticos não vão mais retroceder.
Estejam certos de uma coisa:
Os iletrados e os aprendizes, vítimas da falência da cultura, da educação e da família, terão dezenas de horas de puro deleite de como ser falso, mentiroso, infiel, hipócrita, leviano, canalha, com todos os derivativos da falta de ética e imoralidade estando à mostra.
Mas o contribuinte não deve ligar mesmo, ele tem condições financeiras de juntar R$ 8 milhões em uma única noite para se divertir(?!?!), ao invés de comprar um livro de literatura, filosofia ou de qualquer entretenimento televisivo relevante para melhor a sua articulação, a sua autocrítica e a sua consciência…
A Rede Globo sabe muito bem disso. O Gugú e o Faustão também;
Os cantores e produtores das bandas de brega, de pagode, das músicas baianas, também sabem disso… Ignorância dá lucro.
Não é maldade nem desabafo. É constatação mesmo!
“A ignorância é a mãe de todos os males”.
François Rabelais (1483-1553)
Escritor e padre francês.
Autor do texto: anônimo
Enviado por Prof. Jairo Nogueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário