Perfil

Minha foto
Assis sp, sp, Brazil
Artista plástico, Professor e grafiteiro, com formação na área de artes pelas Faculdades Integradas de Ourinhos, Como artista tenho aplicado muitos Workshop de arte urbana em faculdades e instituições, A expressão Arte Urbana ou street art refere-se a manifestações artísticas desenvolvidas no espaço público, distinguindo-se das manifestações de caráter institucional ou empresarial, bem como do mero vandalismo. A princípio, um movimento underground, a street art foi gradativamente se constituindo como forma do fazer artístico, abrangendo várias modalidades de grafismos - algumas vezes muito ricos em detalhes, que vão do Grafite ao Estêncil, passando por stickers e cartazes lambe-lambe, também chamados poster-bombs -, intervenções, instalações, flash mob, entre outras. A rua não é de ninguém e mesmo assim fui preso cinco vezes por fazer Grafite, inevitável que as autoridades ainda acham que nos artistas somos vagabundos ou infratores de nosso Amado País. Infelizmente Vivemos em um Lindo País, que poucas pessoas têm acesso cultural, nome deste País se chama Brasil Contatos: cel(18) 97480060 Email:alemaoart@hotmail.com

online

contador de visitas

Seguidores

Páginas

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Nunca foi tão legal quebrar o braço!

Reações: 






Nunca foi tão legal quebrar o braço! É claro que ninguém vai querer quebrar o braço só pra poder usar algo assim, mas se o seu já está quebrado, que tal personalizar seu gesso da forma mais criativa que existe? É possível fazer isso graças às tatuagens da Castoo. Pra ter seu gesso personalizado como na imagem acima basta [...] [...] enviar o raio-X de seu braço a eles e eles te enviarão uma tatuagem personalizada e impermeável com a imagem de seu raio-X. Dessa forma seu gesso irá se tornar uma verdadeira máquina de raio-X. Caso prefira outras estampas, no site da Castoo existem várias para você decorar seu gesso do jeito que mais goste. Ficou curioso? Visite agora o site da Castoo. Tão legal que quase deu vontade de quebrar o meu, "quase".

Um comentário: