Perfil

Minha foto
Assis sp, sp, Brazil
Artista plástico, Professor e grafiteiro, com formação na área de artes pelas Faculdades Integradas de Ourinhos, Como artista tenho aplicado muitos Workshop de arte urbana em faculdades e instituições, A expressão Arte Urbana ou street art refere-se a manifestações artísticas desenvolvidas no espaço público, distinguindo-se das manifestações de caráter institucional ou empresarial, bem como do mero vandalismo. A princípio, um movimento underground, a street art foi gradativamente se constituindo como forma do fazer artístico, abrangendo várias modalidades de grafismos - algumas vezes muito ricos em detalhes, que vão do Grafite ao Estêncil, passando por stickers e cartazes lambe-lambe, também chamados poster-bombs -, intervenções, instalações, flash mob, entre outras. A rua não é de ninguém e mesmo assim fui preso cinco vezes por fazer Grafite, inevitável que as autoridades ainda acham que nos artistas somos vagabundos ou infratores de nosso Amado País. Infelizmente Vivemos em um Lindo País, que poucas pessoas têm acesso cultural, nome deste País se chama Brasil Contatos: cel(18) 97480060 Email:alemaoart@hotmail.com

online

contador de visitas

Seguidores

Páginas

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

“Psicologia e superfície”Sobre o estilo de Freud,

Reações: 


Psicologia e superfície”
Sobre o estilo de Freud, o crítico de arte refere a intenção do pintor em “captar as características psicológicas dos modelos”, dando como exemplo Goya que também desenvolveu esta técnica. É por isso que Óscar Faria considera que a pintura de Freud “é qualquer coisa entre psicologia e superfície”. Para explicar a ideia, o crítico deu como contraponto Andy Warhol, “que apenas captava superficialmente os seus modelos”.

O estilo de Freud também pode ser visto no quadro em que representou a rainha Isabel II em 2001. Uma representação realista que causou divergências entre a imprensa. No "The Times”, Richard Cork, descreveu a imagem como “dolorosa, corajosa, honesta, estóica e, acima de tudo, bastante perspicaz”. Já o fotógrafo do jornal oficial da realeza afirmou que Freud deveria ser trancado numa torre.

As temáticas de Freud centram-se, sobretudo, nas pessoas que fazem parte da sua vida, de acordo com uma nota biográfica sobre o pintor no site da Tate Modern. Amigos, família, companheiros de profissão, amores e crianças são representados aos olhos de Freud, que considera “autobiográfico” o tema dos seus trabalhos. “Tem tudo a ver com esperança, memória, sensualidade e envolvimento com a realidade”, pode ler-se no mesmo documento.

“Girl with a white dog” (1950), em que Freud retrata a sua mulher, “Naked Girl” (1966), o primeiro de uma série de nus, “Reflection with Two Children” (1965), um auto-retrato, e “The Painter's Mother Dead”, um desenho da mãe logo após a sua morte, são alguns dos trabalhos mais conhecidos do artista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário