Perfil

Minha foto
Assis sp, sp, Brazil
Artista plástico, Professor e grafiteiro, com formação na área de artes pelas Faculdades Integradas de Ourinhos, Como artista tenho aplicado muitos Workshop de arte urbana em faculdades e instituições, A expressão Arte Urbana ou street art refere-se a manifestações artísticas desenvolvidas no espaço público, distinguindo-se das manifestações de caráter institucional ou empresarial, bem como do mero vandalismo. A princípio, um movimento underground, a street art foi gradativamente se constituindo como forma do fazer artístico, abrangendo várias modalidades de grafismos - algumas vezes muito ricos em detalhes, que vão do Grafite ao Estêncil, passando por stickers e cartazes lambe-lambe, também chamados poster-bombs -, intervenções, instalações, flash mob, entre outras. A rua não é de ninguém e mesmo assim fui preso cinco vezes por fazer Grafite, inevitável que as autoridades ainda acham que nos artistas somos vagabundos ou infratores de nosso Amado País. Infelizmente Vivemos em um Lindo País, que poucas pessoas têm acesso cultural, nome deste País se chama Brasil Contatos: cel(18) 97480060 Email:alemaoart@hotmail.com

online

contador de visitas

Seguidores

Páginas

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

o mundo impossível de Irina Kuznetsovas

Reações: 







Será Irina Kuznetsovas uma designer com um próspero futuro à sua frente ou simplesmente alguém que se diverte com o photoshop? Não sabemos, por enquanto. A única coisa que conhecemos dela são as fotografias digitais manipuladas que aparecem na rede.

Kuznetsovas cria o seu próprio mundo impossível em que, muitas vezes, se inclui a ela mesma - e daí também depreendemos que é jovem e elegante. Ela cria imagens geradas por computador, aproveitando também as suas fotografias, interagindo com o objecto que cria. A variedade é grande e o ponto comum é o facto da impossibilidade das imagens que cria serem transformadas em objectos do mundo real.

Existem fotografias de sobreposições, de triângulos e janelas impossíveis, de chuveiros infinitos, de desenhos vivos. O melhor mesmo é ver as imagens e distinguir as ilusões ópticas: atenção, os olhos podem enganar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário